A liberação e regulamentação de microgeração de energia no Brasil aconteceram no ano de 2012, onde a Resolução Normativa da ANEEL indicou as condições necessárias para que o consumidor possa gerar a sua própria eletricidade a partir de fontes renováveis.

Nesse sistema podem ser usadas fontes como o gás natural, o vento ou a luz solar. Este último é altamente indicado por se tratar de uma fonte inesgotável e onde os equipamentos e toda a estrutura necessária para o seu uso é de baixa manutenção, vida útil de 25 anos e podem ser instalados nos telhados ou lajes das edificações, principalmente residências.

Situações ideais para a instalação de Energia solar

O primeiro passo para saber se há condições da instalação de um sistema de Microgeração de energia solar fotovoltaico (aquele que a placa solar transforma o luz do sol em eletricidade) é avaliar o telhado onde podem ser colocadas as placas e a incidência de sol direta.

Após esse passo, é realizada uma análise do consumo de energia já existente no local para calcular qual a quantidade dos itens e de que forma irá trabalhar os instrumentos para sanar a alimentação da rede que vem da concessionária.

Com os estudos realizados e o projeto aprovado, é só iniciar a instalação da microgeração de energia.

O texto acima "Franquia de Energia Solar" é de direito reservado. Sua reprodução, parcial ou total, mesmo citando nossos links, é proibida sem a autorização do autor. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal. – Lei n° 9.610-98 sobre direitos autorais.